• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Espada de Vidro, Victoria Aveyard

    Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.
    O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.
    Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge do vingativo Maven, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sanguenovos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.
    Espada de Vidro
    A Rainha Vermelha #2
    Ano: 2016 
    Páginas: 496
    Idioma: português 
    Editora: Seguinte

    “Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.”

    Segundo livro da trilogia ‘A rainha vermelha’(resenha do primeiro livro aqui), Espada de Vidro recomeça a história exatamente no ponto em que o primeiro livro acabou.

    Mas ele não é só uma continuação de uma ótima história. Se prepare para perder o fôlego logo no início da história com uma super batalha!

    Mare, depois de ser traída, conseguirá fugir do castelo com alguém inesperado e com a ajuda da Guarda Escarlate. E será durante essa fuga que acontecerá a super batalha que falei.

    Refugiados em uma ilha, Mare e seu novo aliado começarão uma busca por outros vermelhos com poderes, os chamados Sangue novos, baseada em uma lista com possíveis nomes, para se aliarem à causa, criar um exército poderoso, combater a opressão e lutar pelos direitos dos vermelhos.


    Tudo parece fácil, mas não é. Maven, o novo rei tirano e opressor, também quer encontrar esses vermelhos para serem destruídos e também tem essa lista. O que fará com que Maven também a use para tentar capturar Mare, empreendendo uma verdadeira caçada capaz de fazer pingar sangue das páginas do livro.

    Além disso, Mare terá que lidar com alguns dramas familiares e amorosos. E a nossa girl power não saberá lidar muito bem com tudo isso. É como se a descoberta desses poderes só tivesse trazido perigos, problemas e medos para a nossa protagonista.

    Apesar de narrada pelos olhos de Mare, ainda assim, temos uma noção ampla de tudo que está acontecendo do lado da nobreza liderada por Maven e seus passos para derrotá-la. Nesse livro, vamos acompanhar o seu amadurecimento, e Mare deixará de ser tão ingênua, chegando até a ser cruel em alguns momentos.

    Apesar de toda a ação do livro, o que ainda mais me atrai é o conteúdo distópico dele, a forma como o governo é estruturado para oprimir um povo forte que seria capaz de derrota-lo em dois tempos se tivesse noção do que é capaz.

    Ah, e se você se surpreendeu com o final do primeiro livro, deve lhe advertir que aquilo não foi nada!!! O que vem nesse segundo livro é bem mais emocionante!!!


                                                                      

    1 comentários :

    1. Quero muito ler essa série!
      Sua resenha me deixou mais empolgada porque vejo muitos comentários oscilando entre amor e ódio.

      Beijos

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!