Lendo com a Dani: Primavera Eterna, Paula Abreu - Arqueiro

Primavera eterna

Autora: Paula Abreu

Editora Arqueiro

Ano 2014

128 páginas
Maia é uma jovem publicitária bem-sucedida. Tem um emprego estável, um namoro estável, uma vidinha estável. Até demais. Certo dia, tentando imaginar como seria sua vida no futuro, o casamento, os filhos, visualiza duas crianças loirinhas correndo... Loirinhas? Então ela se dá conta de onde vem aquela cor de cabelos: Diogo, o menino por quem se apaixonou à primeira vista aos 12 anos, numa cidadezinha do interior, onde costumava passar os fins de semana com a família. Acontece que ele se mudou para os Estados Unidos há mais de dez anos, e a essa altura da vida, já nem deve se lembrar mais dela.
Mesmo assim, num impulso, Maia pede férias na agência, inventa uma viagem de trabalho como desculpa para o namorado e vai para Nova York, atrás do seu primeiro amor. Primavera Eterna é a história de uma jovem cheia de sonhos esquecidos, que ousa arriscar tudo o que tem e acaba encontrando a si mesma. 

Primavera eterna escrito pela carioca Paula Abreu é um livro fofo, que nos encanta pela simplicidade, a singularidade e a pureza do primeiro amor.

Maia está com vinte e cinco anos, mas ainda mantêm o amor juvenil por Diogo. Os dois não se veem a treze anos, mas ela insiste que ainda o ama.

Para tirar a prova ela faz uma loucura, pede férias na empresa e vai para Nova York, encontrar Diogo, ou seria melhor dizer: a lembrança que mantêm viva na memoria.

Enquanto Maia decide se vai mesmo ao encontro do rapaz, nos conta como o conheceu, o momento em que se apaixonou. Assim como temos rápidos flashs dos relacionamentos que aconteceram desde que Diogo foi para os Estados Unidos.

Não posso falar muito sobre a trama, pois e fininho e sem querer posso contar tudo num só parágrafo.

Maia nos mostra a importância de lidarmos com o passado. Será que colocar todos os pingos nos is resolve tudo? O que é certo ou errado? Seu amor por Diogo ainda vive? 

Acompanhamos a personagem numa viagem de descoberta sobre si mesma, e a medida que ela evolui sua lição de moral nos atinge.

Me identifiquei com a Maia, sua certeza de ser escritora quando crescer, sua ingenuidade com o primeiro amor, seu sarcasmo que muitas vezes é direcionado para ela mesma. 

Primavera eterna é para ser lido numa tarde despretensiosa, enrolado nas cobertas ou balançando numa rede. Vai reavivar lembranças que cada um de nos carregamos e nos dar algumas direções sobre decisões.

Um livro leve e adorável, encantador como a primavera é.

A editora está de parabéns, a edição está primorosa sem erros e a fonte de fácil leitura com as folhas amareladas. E  que dizer da capa? Linda demais.

13 comentários

  1. Quando lia a resenha não esperava me encantar tanto com a história e a personagem. Realmente o livro é adorável e empolgante. Vou experimentar ler. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beth,
      Confesso que tinha pouca expectativa com a trama, mas a escrita da Paula me prendeu e acompanhar o amadurecimento de Maia nos faz refletir.
      Obrigada.

      Excluir
  2. Linda a capa, e a resenha me interessou bastante, pois nunca tinha visto nenhuma resenha sobre esse livro, e que pena que não ficamos sabendo muito, pois ele é fininho.

    Abçs :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tamires,
      Se eu focasse demais na trama, acabaria estragando algumas surpresas. =)
      Melhor conferir com seus próprios olhos, o livro é ótimo. =)

      Excluir
  3. Ai fiquei na vontade de ler. E muito curiosa, a pessoa já começa a especular o desenrolar da trama.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Oi Dri, eu até tenho interesse de ler este livro, mas no momento não.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Oi Dani !
    Realmente não tinha gostado desse livro, mas depois que li a resenha percebi em como pode ser uma daquelas leituras rápidas e bem gostosas.
    A Maia é mesmo uma louca, imagine como o atual namorado dela reagiu a isso? O livro parece ter um certo humor, e eu fiquei curiosa pra saber o fina dessa maluquice , rs!
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vitória,
      Sério que a capa não chamou atenção? Achei tão meiga, e fora a ideia maluca da mocinha sair do país por conta de um rapaz com o qual não tem contato há muito tempo, o livro vale a leitura é sonhador e reflexivo ao mesmo tempo.
      Tem um humor cativante.
      Obrigada.

      Excluir
  6. Oi.
    O livro é novo para mim, mas só com esta resenha eu já quero. Amo livros que nos emocionam e nos deixa completamente surpresos.
    Por sua narração os personagens são incríveis e acompanhá-los deve ser maravilhoso


    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda,
      Uma novidade para lá de boa. A escrita é tão jovial apesar de já ter seus dez anos, e Maia nos leva por um caminho de descobrimento que vale ser acompanhado.
      Obrigada

      Excluir
  7. Essa menina é muito doida, ou melhor, acho que não amadureceu completamente. E essa viagem deve servir pra isso, ela perceber que a realidade é totalmente diferente. Que o amor juvenil ficou onde devia ter ficado, ou seja, no passado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nathalia,
      Realmente ela é bem doidinha, mas vale acompanhar o amadurecimento dela. =)
      Obrigada

      Excluir

O seu comentário alegra o nosso dia!!!