Orgulho, Ibi Zoboi

Zuri Benitez tem orgulho. Orgulho do Brooklyn, de sua família e de suas raízes afro-latinas. Mas orgulho não é o suficiente para salvar seu bairro da gentrificação e de se tornar irreconhecível.
Quando a rica família Darcy se muda para o outro lado da rua, Zuri não quer contato com seus dois filhos adolescentes, mesmo quando sua irmã Janae começa a se apaixonar pelo encantador Ainsley. Acima de tudo, ela não suporta o crítico e arrogante Darius, mas eles são forçados a se entender, e o que antes era um confronto se torna uma inesperada amizade.
Agora, com quatro irmãs a empurrando em direções diferentes, com o adorável Warren em busca de sua atenção e com as candidaturas para a faculdade chegando, Zuri luta entre encontrar seu lugar na paisagem em transição de Bushwick ou perder tudo.
Nesta adaptação contemporânea do clássico Orgulho e Preconceito, a autora aclamada pela crítica, Ibi Zoboi, habilidosamente equilibra identidade cultural, classe e gentrificação com a mágica do primeiro amor em sua vibrante versão do amado romance.
Orgulho
Ano: 2019 
Páginas: 272
Idioma: português
Editora: HarperCollins Brasil

"(...) lar é onde as pessoas que amo estão, não importa o lugar."

Orgulho conta a história de Zuri Benitez, sua família e sua comunidade. Ela tem origem domínico-haitiana (imagine a mistura!) e mora no Brooklyn com seus pais e suas cinco irmãs. Sua vizinhança é barulhenta, acolhedora, multicultural e predominantemente negra, e ela não quer que nada mude. Inclusive o seu sonho é sair para estudar e voltar para o Brooklyn trazendo melhorias para os seus moradores e uma vida melhor para a sua família.

Mas sua paz acaba quando a rica família Darcy se muda para o casarão abandonado. Os irmãos Ansley e Darius conquistam principalmente os corações de suas irmãs.

Sua irmã mais velha se encanta com Ansley, muito contra a vontade de Zuri, que fará de tudo para separá-los, mas não por maldade, somente por acreditar que suas famílias pertencem a mundos diferentes, que as manias de rico de Ansley vão transformar a sua irmã e por querer que a irmã passe as férias da universidade ao lado dela.

Mas nem tudo são flores, e quando se vive numa comunidade tão diversa os problemas são infinitos. E Zuri vai encontrar amor e apoio onde menos se espera.

Uma história bem atual que traz discussões relacionadas a diversidade cultural e o preconceito em torno dessas questões, usando como pano de fundo a história de uma protagonista forte e corajosa, cheia de sonhos e medos, mas com muita vontade de acertar. Mas que também é uma leitura bem divertida, principalmente por causa da inusitada família Benitez e seus costumes.


Merece destaque aqui como as religiões são tratadas com respeito e de como os seus rituais são apresentados com riqueza de detalhes. 


Um comentário

  1. Triste que isso da diferença cultural ou a simples diferença no tom de pele não seja somente na ficção né?
    Triste é saber que isso acontece a todo momento, muitas vezes sem nos darmos conta disso ou até ouvirmos algo e nos calarmos.
    Não conhecia o livro,mas já gostei, é óbvio!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir

O seu comentário alegra o nosso dia!!!