• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: A Irmã da Sombra, Lucinda Riley

    Em A irmã da sombra, terceiro volume da série As Sete Irmãs, duas jovens igualmente determinadas, porém de séculos distintos, conectam-se por meio de diários que retratam uma vida intensa de superação, amor e perdão.

    Estrela D’Aplièse está numa encruzilhada após a repentina morte do pai, o misterioso bilionário Pa Salt. Antes de morrer, ele deixou a cada uma das seis filhas adotivas uma pista sobre suas origens, porém a jovem hesita em abrir mão da segurança da sua vida atual.

    Enigmática e introspectiva, ela sempre se apoiou na irmã Ceci, seguindo-a aonde quer que fosse. Agora as duas se estabelecem em Londres, mas, para Estrela, a nova residência não oferece o contato com a natureza nem a tranquilidade da casa de sua infância. Insatisfeita, ela acaba cedendo à curiosidade e decide ir atrás da pista sobre seu nascimento.

    Nessa busca, uma livraria de obras raras se torna a porta de entrada para o mundo da literatura e sua conexão com Flora MacNichol, uma jovem inglesa que, cem anos antes, morou na bucólica região de Lake District e teve como grande inspiração a escritora Beatrix Potter. Cada vez mais encantada com a história de Flora, Estrela se identifica com aquela jornada de autoconhecimento e, pela primeira vez, está disposta a sair da sombra da irmã superprotetora e descobrir o amor.
    A irmã da Sombra (The Shadow Sister)
    Autora: Lucinda Riley
    As Sete Irmãs - Livro 03
    Editora Arqueiro (2016)
    512 páginas


    A irmã da sombra é o terceiro livro da série As sete irmãs, mas não se desespere: pode ler fora de ordem, em separado... 

    O importante é que LEIA, sim, por favor, com certeza!

    Este volume além de descobertas, amadurecimento e romance nos proporciona um mergulho profundo na história de personalidades da literatura inglesa, além de cenários divinamente descritos.
     Se tem um fator que adoro nos livros desta série da Lucinda Riley, é a questão de independência entre os volumes.

    Não tem aquela obrigação de ler em ordem e ainda sabemos um pouco do que houve com as protagonistas anteriores.

    Como nos livros anteriores a autora nos presenteia com a reação das meninas com a notícia da morte do pai adotivo, o que para mim é perfeito, pois cada uma reage de uma maneira e torna a leitura mais real.
    "Sempre me lembrarei de onde estava e do que estava fazendo quando recebi a notícia da morte do meu pai..."
    Astérope ou Estrela é a terceira irmã, mas quase gêmea de Ceci a quarta irmã (embora nada de laço sanguíneo). Calada, adora ler, cuidar do jardim que neste momento é uma maneira de estar perto de Pa Salt, está para começar aulas de culinária para não mofar só no pequeno apartamento de ambas.

    Sempre fazendo os desejos de Ceci, desta vez Estrela dará ouvidos ao seu coração que clama por independência, por deixar de ser a sombra de Ceci, de aprender a dizer não, digo mais: de aprender a falar por si só.
    "- Ela guarda as palavras lá dentro. É só que prefere não usá-las por enquanto - explicara a profissional - Vai chegar a hora certa."

    Mas nesse caminho ainda existe a insegurança, o medo de magoar a irmã. 


    Amo a forma que o Pa Salt resolveu ajudá-las nessa empreitada, além da frase na esfera armilar, ele deixou para cada uma um objeto que está ligado ao passado.

    No caso de estrela é uma linda estátua de gato criação de Farbergé, e só de ler a descrição imaginei tudo com detalhes.

    O melhor de tudo é que elas sempre buscam coragem em Atlantis, a casa em que cresceram e também pudera, que lugar lindo, quase surreal.

    "Enquanto o sol brilhava e eu respirava o ar puro tão familiar, pensei que talvez Atlantis fosse mesmo um lugar encantado e os que viviam do lado de dentro de seus muros tivessem recebido a dádiva da vida eterna e lá permaneceriam para sempre."

    O destino acaba dando uma mãozinha quando enfim ela decide buscar suas raízes. 

    "Quando saltamos, eu arquejei, pois, pela segunda vez em duas semanas, constatei que fora parar a poucos metros da porta da livraria Arthur Morston. (...) Minha irmã Tiggy teria dito que era o destino. Para mim, foi no máximo uma coincidência."

    E neste momento vamos conhecer um personagem totalmente peculiar: Orlando, com seus trajes centenários, sua fala polida e costumes encantadores. Embora ele pareça maluco à primeira vista enquanto Estrela estreita os laços em busca de seu passado vamos desvendando esse rapaz tão único.

    Assim que atravessa a porta da livraria, Estrela começa a trilhar seu próprio caminho e essa trajetória é incrível.

    Com direito a conhecer a família de Orlando que é fenomenal e extremamente diferente. Ele não é dos melhores em interação, mas o adorei. E quando ele e Estrela estão empolgados no mundo da literatura é bem divertido.
    "- Eu realmente deveria me contentar em falar sozinho ou gritar com personagens. Não pareço ter muito jeito com pessoas.(Orlando)"

    Adorei Rory, o sobrinho de Orlando, que é surdo, um amor de garoto com seus sete anos, sua vontade de aprender, o jeito carinhoso. Me apaixonei por ele.

    Marguerite é a irmã deles, artista plástica, bem animada, enérgica, gostei muito dela. Tem um caráter contagiante.

    Mouse por sua vez não conquista de primeira, ele é meio turrão, difícil de lidar, mal humorado, um tanto grosso, aos poucos a Lucinda vai mostrando outras facetas do personagem e devo dizer que adorei ele. De verdade. Fiquei torcendo loucamente para que ele aparecesse mais. 

    No quesito passado, conhecemos a Flora MacNichol e tenho certeza que vocês gostarão dela.

    Flora tem dezenove anos, adora animais e para desespero dos pais salva os que pode e aloja em seu quarto, seja sapo, gato, não interessa. 

    É intrépida, dirige sua própria charrete, gosta de passar o tempo ao ar livre, desenhando a paisagem. Numa de suas idas ao povoado ela acaba num quase acidente com ninguém menos que seu nêmesis: Archie Vaughan.

    O passado de ambos não é dos melhores, com Archie tendo perturbado Flora, ela ainda guarda mágoas.

    Sua irmã Aurélia está para debutar na sociedade e seus pais sabendo que ela prefere o campo, lhe deixam só. 

    E ela receberá uma visita inesperada e surpreendente. Que lhe fará ir além das suas estripulias habituais.

    A vida de Flora tem uma guinada, inesperada e inexplicada que é muito legal de acompanhar. Ela tentando se adaptar em Londres, as convenções da cidade, ao menos de seus animais ela conseguiu levar Pantera.

    Os outros bichinhos ela deixa com ninguém menos que Beatrix Potter, a famosa escritora e ilustradora de livros infantis(Peter Rabbit). 

    Parte o coração ver o quanto Flora sente por abandonar seus animais de estimação.

    No entanto ficar sem os animais ainda será o menor dos problemas dela.

    Em Londres ela será amadrinhada por Alice Keppel, que tem um papel tão interessante, que precisei checar no Google e fiquei pasma com o que descobri. Sim, ela é real.

    Bem como sua filha: Violet Trefusis que terá uma ponte para a conhecida escritora Virgínia Wolf.

    Nesta fase da narrativa a Lucinda trata de um tema bem atual com relação a homossexualidade. O preconceito da época, os sentimentos das pessoas envolvidas.

    Mas nem tudo o que é bom dura, e mais uma vez a vida de Flora vira de ponta cabeça e gente: que segredo!!!

    Fiquei extremamente pasma com a revelação e feliz. No entanto a fase para a mocinha não é das melhores e vocês entenderão ao ler.

    No entanto fico feliz em dizer que a autora reservou grandes surpresas mais para frente na vida da Flora e será gratificante acompanhar.

    Devo dizer que amei a leitura!

    "Não há desonestidade possível no amor..."

    Pontos positivos:

    • Mocinhas que embora estejam na sombra, são corajosas, amorosas e mesmo inseguras não se deixam abater.
    • Romance que surge aos poucos, com o convívio, nada de "bateu o olho e é amor".
    • Personagens carismáticos, com um passado complexo, mas cheios de lições de vida.
    • Paisagens lindas, envolventes, sem excesso, mas o suficiente para encher os olhos e a imaginação.
    A escrita da Lucinda é mágica, me prendeu do começo ao fim, fosse 2007, acompanhando Estrela, ou 1909 acompanhando Flora e seus percalços.

    Acompanhar esse livro foi surpreendente, não apenas pela ficção, mas pelas informações de escritores ingleses reconhecidos. Senti o livro quase como uma narrativa real em absoluto. 

    Estou com vontade de conhecer Hill Top, lar da Beatrix Potter.

    Um livro tão bom, que temo não ter feito uma resenha a sua altura e merecimento.

    Que venham os próximos livros. Com essa qualidade e carinho que a editora tem com cada publicação fica impossível resistir.



    As Sete Irmãs

    2. A irmã da tempestade
    3. A irmã da sombra

    4 comentários :

    1. Menina, pode parar de se preocupar que sua resenha tá mara! Deu pra sentir o quanto vc gostou do livro, hehe!
      Não é de hoje que ouço falar da autora, mas nunca li nada dela. Já tinha visto a capa desse livro, mas não fazia ideia da história. Nossa, bem legal e, pelo visto, cheio de surpresas e emoções, hein?! Gostei!

      =)

      Suelen Mattos
      ______________
      ROMANTIC GIRL

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ah Suelen que alívio! Costumo ficar preocupada quando gsto demais e não conseguir me expressar bem.
        A Lucinda é maravilhosa, os livros dela até agora, nenhum me decepcionou, todos mexem com os sentimentos.
        Esse é o mais interessante em termos de descobertas e muitas surpresas mesmo.
        Obrigada.

        Excluir
    2. Oi, flor!
      Sua resenha está maravilhosa e muito bem detalhada. Quero muito ler essa série, pois sempre que encontro uma resenha desses livros, fico curiosa e bem animada para fazer a leitura. A premissa é muito encantadora e envolvente. E as capas, lindas. E lendo sua resenha, mais certa fiquei de que vou gostar muito. Ótima dica. Beijos.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá Márcia, espero que leia logo, cada uma das irmãs tem seu jeitinho e acabamos por entender bem o que sentem.
        A Lucinda sabe trabalhar muito bem as palavras e cria histórias incríveis!
        Obrigada.

        Excluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!