• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Contato
  • Lendo com a Dani: Volúpia de Veludo, As Modistas #3, Loretta Chase

    Simon Fairfax, o fatalmente charmoso marquês de Lisburne, acaba de retornar relutantemente a Londres para cumprir uma obrigação familiar.

    Ainda assim, ele arranja tempo para seduzir Leonie Noirot, sócia da Maison Noirot. Só que, para a modista, o refinado ateliê vem sempre em primeiro lugar, e ela está mais preocupada com a missão de transformar a deselegante prima do marquês em um lindo cisne do que com assuntos românticos.

    Simon, porém, está tão obcecado em conquistá-la que não é capaz de apreciar a inteligência da moça, que tem um talento incrível para inventar curvas – e lucros. Ela resolve então ensinar-lhe uma lição propondo uma aposta que vai mudar a atitude dele de uma vez por todas. Ou será que a maior mudança da temporada acabará acontecendo dentro de Leonie?

    Volúpia de veludo, terceiro livro da série As Modistas, é uma história de amor envolvente, com personagens femininas fortes e determinadas que transitam com perfeição entre o romantismo e a sensualidade.
    Volúpia de Veludo (Vixen in Velvet)
    Autora: Loretta Chase
    As Modistas #3
    Editora Arqueiro (2017)

    Volúpia de Veludo é o terceiro livro da série As Modistas, e eu estava certa de que seria o pior deles.

    Porém ele se mostrou além das minhas expectativas. =)

    A justificativa para meu receio foi não ter gostado da Leonie nos dois volumes anteriores: Sedução da Seda (resenha aqui) e Escândalos de Cetim (resenha aqui).

    Ela que, apesar de ter apenas vinte e um anos, soava ainda mais workaholic do que a Marcelline, que me tirou do sério por conta disso.

    Mas a descrição dela observando o quadro na Britsh Institution e se deixado esquecer de seu intuito de mostrar seu vestido para as damas presentes no museu, foi levemente esquecido e nisso pude ver que ela tinha chance de ser legal.

    As três irmãs fugiram da França após um surto de febre, e reconstruíram a vida na Inglaterra. Graças ao talento que cada uma tem e que lhes foi ensinado pela prima Emma que as criou.

    "Prima Emma havia ensinado às meninas sob sua responsabilidade não apenas a arte da costura, mas também a se defender dos homens. Entretanto, esquecera de lhes falar sobre como lidar com deuses gregos."

    E assim entra em cena Simon Blair, quarto marquês de Lisburne, tão lindo e responsável em seus vinte e sete anos. Sim, ele fez asneiras a ponto de se embebedar e perseguir rabos de saia como todos os mocinhos de romances históricos, porém me refiro ao cuidado que ele tem com o primo, o belo e desejado poeta lorde Swanton.

    E tem início os diálogos que me fizeram adorar a leitura. E o Simon me fez rir por pegar no pé dela com a ladainha de propaganda para a Maison Noirot. No fim das contas, ele ajuda bastante nesse quesito:

    "- Agora chega - decidiu ele - Vou carregá-la no colo. (...) - Sim, todos vão olhar. Uma boa propaganda, não acha? Sabe, acho que estou pegando o jeito dessa coisa de negócios."

    Loretta não perde a mão ao descrever cenários e os belos vestidos das damas, bem como a elegância dos cavalheiros.

    Além de nos presentear com a participação dos personagens de livros anteriores, Marcelline e Clevedon, Sophy e Longmore e também lady Clara e a prima que ninguém gosta, Lady Gladys Fairfax.

    Adorei a ideia da autora de usar Gladys como trunfo deste volume, a prima de feições normais, de corpo roliço, com a língua solta (também pudera, viver com o pai militar sem um modelo feminino), o oposto do adorado pelo Beau Monde inglês.

    "Não era então de todo impossível imaginar Gladys atraindo alguém pela simples força de sua personalidade"

    E nos faz torcer para que Leonie, mesmo com a ausência de uma das irmãs e a pouca participação de outra na loja, seja eficiente para fazer lady Gladys conquistar a alta sociedade inglesa.

    Em meio a isso temos momentos de intriga que envolverão o poeta Swanton que mais parece uma criança, sempre perdido em pensamentos, altamente sensível, um personagem adorável que, no momento certo, solta o verbo, mas seria ele tão perfeito?

    "A ideia de ver Swanton preso a Boulsworth e sua filha, tendo sua alma sensível esmagada a ponto de nunca mais ser a mesma, era algo terrível de ser imaginado."

    Loretta Chase, como sempre, nos dá um vislumbre da beleza nos salões de baile e nos mostra o que tinha de podre sob tanto brilho.

    Volúpia de veludo é um livro com personagens vivazes, sonhadores e batalhadores. Ela me fez sorrir, me fez acreditar e suspirar com alguns feitos descritos durante a leitura.

    Um livro para nos fazer enxergar que o preconceito sempre existiu, que a auto estima é um item valioso na vida de alguém e que não apenas de tecidos, vestidos e sonho se pode ter uma vida plena. é necessário também estar aberto ao amor, por mais que num primeiro vislumbre pareça ir contra nossos planos.

    A edição está linda, com a capa adorável que segue o estilo das anteriores, não encontrei erros de revisão e a fonte tem um tamanho ideal para não cansar nossas vistas.

    Venham reencontrar alguns personagens, conhecer novos se apaixonar por novas facetas.

    As Modistas:
    1. Sedução da Seda (Silk is for Seduction)
    2. Escândalo de cetim (Scandal Wears Satin)
    3. Volúpia de Veludo (Vixen in Velvet)
    4. Romance entre Rendas




    12 comentários :

    1. Oi Dani, e curti a resenha, esse é aquele livro que eu nem sei o que esperar, mas quero ler assim mesmo e gostei que a resenha abriu a minha mente e agora tenho uma ideia do que vai rolar e pelo visto vou gostar. Esse vermelho da capa tá lindo e espero poder ler logo logo essa história e depois vou aguardar o próximo que é o que temo não vá me encantar, Clara ainda não me conquistou :/ Gostei da resenha ;)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Lili! Menina eu estava apavorada com o livro da Leonie, mas o Simon fez com ela florescer e os dois com suas línguas afiadas são incríveis. Além do enredo em si ser maravilhoso. Li super rápido.
        Eu gosto bastante de Clara, mas não curti muito o trecho que veio no fim deste volume, MAS depois da surpresa boa com este vou aguardar para ver.
        Obrigada!

        Excluir
    2. Oi oi Dani ;)
      Ainda não consegui ler a trilogia, mas com o tanto de resenhas positivas que já li, estou mais e mais ansiosa para começar a leitura da série! E meu Deus, sou apaixonada por essas capas *-*
      Romances de época são meu gênero favorito de leitura, então não tenho dúvida de que vou amar os livros! Que bom saber que o livro superou suas expectativas, e adorei a mensagem que ele passa.
      Gostei demais da sua resenha e você me deixou mais ansiosa ainda para ler o livro!
      Bjos

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Isabela, na verdade serão quatro livros! ;)
        Essas capas são maravilhosas mesmo, cada vestido lindo! Se bem que prefiro capas com os modelos masculinos, tipo a de O último dos canalhas.
        Espero que consiga ler todos eles e que goste muito.
        Obrigada!

        Excluir
    3. Oi, Dani!!
      Gostei bastante da resenha ainda não li a série As Modistas, mas estou namorando com esses livros já tem um tempinho. As capas são lindas e achei a ideia da autora de colocar as mocinhas dos livros como donas de um próprio negócio fantástico!!
      Bjoss

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Marta, é verdade, capas lindas e mocinhas à frente do próprio negócio é muito legal e bem diferente!
        Obrigada

        Excluir
    4. Dani!
      O livro já começa lindo pela capa, né?
      E saber que foi o volume que mais gostou até agora, por causa da forma inusitada que a protagonista guardou o vestido para mostrar a sociedade e ainda saber que as descrições dos lugares são bem feitas e o romance vai se desenrolar de uma forma inesperada, me faz querer ler o livro com certeza.
      Desejo um final de semana de luz e paz!
      “Será que você vai saber o quanto penso em você com o meu coração?” (Renato Russo)
      Cheirinhos
      Rudy

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Rudy, apesar de ter gostado bastante este não é meu favorito, mas o segundo da Sophy e Longmore.
        Porém o Simon tirou o lugar do Clevedon. Kkkk.
        A história delas é muito inspiradora e aquém da época por conta de suas origens, não que fosse raro modistas, mas com linhagem.
        Obrigada.

        Excluir
    5. Oi Dani!
      Sou louca pra ler essa série de época!
      Acho as capas muito charmosas e também por nunca li nada da Emma.
      Não sei o que esperar da Leonie, por que não acompanhei ela nos outros livros, mas eu acho que vou gostar do par dela, o Simon.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Nayane, adoro romance de época desde os 12 anos. As capas são lindas e a Loretta escreve bem (vc fez uma pequena confusão, Emma é a prima delas).
        O Simon é maravilhoso! Impossível não amar.
        Obrigada

        Excluir
    6. Bem o que dizer, eu não vou nenhum dos primeiro livros e da série dos canalhas eu gostei mais do segundo. Bem pelo menos livro atingiu duas expectativas não é mesma mana ? Pelo menos pra dizer que alguém livro da série foi bom kkk Eu ainda vou ler essa série mas nesse momento não é minha prioridade. Beijos.

      ResponderExcluir
    7. Olá!
      Gostei dos seus comentários, você foi muito sincera e parece ser um livro bem legal que vai agradar os fãs do gênero. Como não sou muito fã eu passo a indicação, mas que sabe no futuro né?
      Beijos

      ResponderExcluir

    O seu comentário alegra o nosso dia!!!