O Corvo, Edgar Allan Poe


Escrito há quase duzentos anos, esse poema atravessa gerações e continua sendo um marco da literatura mundial. Imprescindível para todos os apaixonados por literatura, O Corvo é considerada a obra-prima de Edgar Allan Poe. Mesmo tendo escrito diversos livros e contos, nenhuma outra história atraiu tantos leitores e tamanho respeito pela crítica especializada. Um homem atormentado pela morte da amada é despertado pelo barulho incessante de um corvo e a trama que se desenrola no poema demonstra tanto a genialidade do autor quanto os demônios que ele carregava. Dizem que a vida imita a arte, mas nesse caso, a arte imitou a vida. O Corvo foi publicado dois anos após a morte precoce da esposa de Poe. E, como muitas vezes acontece, o autor não teve tempo para ver o sucesso de sua obra. Morreu na miséria e sem saber que seu corvo atormentaria muitas outras almas mesmo anos depois de sua morte.
O Corvo
The Raven - Edição bilíngue
Ano: 2020 
Páginas: 96
Idioma: português
Editora: Faro Editorial

A Faro Editorial homenageia o célebre escritor Edgar Allan Poe com o lançamento de uma verdadeira obra-prima. Além de ser o seu poema mais conhecido no mundo, a Faro presenteou os leitores com uma edição riquíssima, de capa dura, bilíngue (você acompanha, lado a lado, o poema original e a sua tradução), e cheia de ilustrações góticas, sombrias e incríveis que ajudam o leitor mergulhar em toda a melancolia dos versos de Poe. 

Escrito em cento e oito versos e com um tema central bem simples, O Corvo acompanha um homem atormentado e sofrendo pela morte de sua amada Lenore. Enquanto vive a sua angústia, ele recebe a visita de um corvo que parece buscar abrigo durante uma noite de chuva torrencial, que pousa no busto de Pallas Atenas, a deusa grega da sabedoria. É a presença desse animal peculiar, capaz de vociferar a palavra 'nothing more', que empresta o tom e o ritmo do poema, sendo o refrão em todo final de estrofe, e com a qual ele responde a todas as indagações do autor, o que o deixa extremamente contrariado. 

Sua primeira publicação aconteceu no New York Evening Mirrorem, em 29 de janeiro de 1845 e logo passou a ser um dos poemas mais conhecidos do mundo literário. Segundo Poe, o poema foi escrito com a precisão de um problema matemático, mesmo que seja tão imbuído de sentimentos sombrios e melancólicos. 



Um comentário

  1. Um livro tão curtinho,mas que traz a maior essência de Poe!
    Eu já li uma outra versão há muito tempo rs e com certeza, este é um livro que tenho muita vontade ter na estante e em mãos!!!
    beijo

    Angela Cunha/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir

O seu comentário alegra o nosso dia!!!